fbpx
Comer em Curitiba por Gian Rodrigues
Comer em Curitiba por Gian Rodrigues

Comer em Curitiba por Gian Rodrigues

Hey, Habib! Conheça a história do blog Comer em Curitiba. A Revista Oka está dando início a uma campanha de valorização de produtores de conteúdo em Curitiba – PR. Acreditamos que o valor da produção de conteúdos digitais tem sido cada vez mais relevantes e essenciais, principalmente com as transformações sofridas, nesse momento, em todo o mundo.

Com o intuito de apoiar blogs e páginas que funcionam de forma independente, trouxemos a história por trás de cada uma delas, além do seu posicionamento acerca de questões relacionadas. Convidamos Gian Rodrigues, criador do blog Comer em Curitiba, para contar essa história. Confira!

Sobre o criador do Blog Comer em Curitiba e como tudo começou…

Meu nome é Gian Rodrigues, tenho 23 anos e nasci e moro aqui em Curitiba. Sou jornalista e trabalho com assessoria de imprensa no momento! Sou uma pessoa extrovertida e um pouco reservada, amoooo ficar em casa mas não troco o meu vôlei por nadaa (antes de pandemia, é claro). Gosto de assistir séries e comeer! 

Na verdade foi mais por “obrigação” (haha). No sexto período da faculdade vem o famoso TCC e, com ele, precisamos pensar em um projeto para concluir os estudos. Durante a faculdade, de jornalismo, fiz estágio em dois veículos de comunicação grandes aqui da cidade.

Isso me agregou muitos contatos com assessorias de imprensas e jornalistas. Sempre gostei de sair para comer e conhecer restaurantes novos na cidade, foi aí que tive a ideia de criar um blog gastronômico. Na época, surgiu o Matando a Fome.

A Evolução como resultado de investimento e de dedicação

Como era um projeto científico eu precisava ter um foco especial. Então, o Matando a Fome, surgiu para fazer a cobertura de eventos gastrônimos de Curitiba, trazendo uma opinião sincera sobre tudo: valores, localização, sabor e qualidade das comidas.

No começo, o investimento saia do meu bolso. Acontece que eu apresentei o TCC e deixei o blog de lado. Depois de um tempo, bateu a vontade de retomar o blog com uma nova identidade visual, linguagem e nome novo! Surgiu então, o Comer em Curitba, meu xodózinho.

Desde que comecei o Comer em Curitiba, contratei uma designer para cuidar da identidade visual e ficar algo mais profissional. Como conhecia várias pessoas, comecei a frequentar os eventos de gastronomia e criar um conteúdo autoral.

O feedback do público sempre é importante para nós. Tem pessoas que passam um retorno e tem outras que preferem ficar no anonimato, utilizando os cupons de descontos que sempre temos com os parceiros.

Os desafios enfrentados pelo produtor de conteúdo

Os principais desafios foram de criar um conteúdo de qualidade e que ele seja valorizado por isso. Praticamente, todo dia surge um instagram de dicas gastronomia e afins. As pessoas acham que é festa. Simplesmente criam um blog para ganhar coisas de graça. E não é bem assim que as coisas funcionam. Isso é um trabalho, como qualquer outro e, que claro, TEM SEU PREÇO!

A profissão de criador de conteúdo vem crescendo bastante ultimamente (GRAÇAS A DEUS). Com a pandemia, as marcas viram a necessidade de se tornarem presentes e se comunicarem com um maior número de pessoas. As situações chatas, com certeza são as famosas permutas, não desmerecendo; tem umas que valem a pena e outras não.

Por exemplo: o dono da marca X manda um inbox dizendo que quer ser divulgado em troca de UM PRATO QUE CUSTA R$ 30 reais, sendo que a divulgação e o retorno que ele vai ter é muito maior que isso. Por isso eu falo que se a permuta for boa, vale aceitar. Caso contrário, COBRE. 

A importância do digital x responsabilidades do produtor de conteúdo

O digital é muito importante. As pessoas estão muito ligadas a tudo que está acontecendo e utilizam as redes sociais como forma de informação e entretenimento. E é aí que as marcas entram com os criadores de conteúdo, que são os responsáveis por divulgar e ajudar a marca a crescer de forma orgânica e transparente. Vamos combinar que tem gente que divulga os produtos sem mesmo utilizar. Isso é MUITO ERRADO.

É o que eu sempre falo comigo mesmo, não é porque é uma publicidade paga que eu devo falar bem. Afinal, a pessoa está me pagando para saber a minha opinião e também o meu feedback. Mentir apenas por números não é legal e, muito menos, justo com quem acompanha o seu trabalho.

Com relação as empresas que não valorizam a nossa divulgação, eu prefiro que ignorem mesmo. Até porque, é um trabalho e, na atual situação que vivemos, não é fácil fazer divulgação em troca de um prato de comida. Mas é claro, sempre terá alguém que irá aceitar.

Antes da pandemia a minha rotina era de ir em um evento por dia. Com o isolamento, as marcas e assessorias buscam o nosso trabalho para divulgar o delivery de seus restaurantes. Então, neste período, eu abaixei o valor da minha divulgação para ser algo justo para todos, mas sigo compartilhando os deliverys e receitas que eu apronto (apesar de ser péssimo na cozinha).

O que esperar do Blog Comer em Curitiba

Comer em Curitiba por Gian Rodrigues
Comer em Curitiba por Gian Rodrigues

No Comer em Curitiba eu abordo a gastronomia curitibana, em todas as vertentes. Você vai encontrar dicas de café, doce, hambúrguer, massas, enfim… de tudo um pouco. Eu trabalho apenas com o Instagram, no momento, que é o que me traz um retorno financeiro.

Viver de conteúdo em Curitiba é meio que difícil, mas não impossível. Para quem quer começar um blog é preciso pensar em um único nicho e ir fundo nele, feito isso, basta ser autêntico e sincero com seu público. O retorno vem com o tempo.

Não se afobe e não saia mandando mensagem para os estabelecimentos pedindo parceria. ISSO É MUITO FEIO! Com o tempo seu trabalho será reconhecido e as marcas e assessorias virão atrás de você.

Hey, Habib! Agora que você conheceu a história do blog Comer em Curitiba, que tal aproveitar para conhecer um outro blog chamado Fica Dica Curitiba? CLIQUE AQUI para conferir!

Comentários

Leia Mais
Miss Plus Size Ipu 2019 – Yarina Correa