Jovem, mulher, piauiense e competente - Conheça a história de Gabriella Praça
Jovem, mulher, piauiense e competente - Conheça a história de Gabriella Praça

Jovem, mulher, piauiense e competente – Conheça a história de Gabriella Praça

Hey, Habib! Hoje a Revista Oka traz um bate papo sobre uma das temáticas mais amadas por aqui: empreendedorismo feminino. Essa pauta fica ainda melhor quando se trata de uma jovem mulher real, como tantas outras que batalham por seus sonhos e esbanjam competência naquilo que fazem. Gabriella Praça, engenheira de produção, conta, dentre outras coisas, como vem contribuindo com a empresa que seus pais construíram na sua cidade natal, Floriano – Piauí. Para se inspirar, continue a leitura.

Quem é essa moça aí, habib?

Imagens: Gabriella Praça – Arquivo pessoal

A Revista Oka, naturalmente, poderia apresenta-la mas nada melhor do que deixar a protagonista da história falar, não é mesmo? Então, abre aspas que a Gabi tem muito pra contar!

@revistaoka: Aquela apresentação para as pessoas que estão te conhecendo agora. É hora de falar sobre você, Gabi. Conte tudo que achar relevante e que se sentir confortável.

@gabipraca:Meu nome é Gabriella Praça Barbosa, tenho 26 anos, sou nascida e criada em Floriano-PI. Meus pais são do interior do Piauí e do Maranhão mas se conhecerem, namoraram e construíram tudo o que tem, emocional e financeiramente, em Floriano.

Sou engenheira de produção com MBA em Gestão de negócios, controladoria e finanças. Além disso, sou mestre gelatiere e já fiz vários cursos voltados pra minha área: sorvetes. Trabalho como engenheira de produção em uma indústria de sorvetes, onde sou responsável pelo planejamento e controle de produção, além do P&D e marketing.

Meus maiores sonhos são considerados por muitos como “antagônicos”. Ao mesmo passo que sonho em construir uma família sólida, com um marido maravilhoso e muitos filhinhos, planejo também ter negócios crescentes, escaláveis e bem sucedidos.

Para buscar realizar os dois, hoje estou noiva e executando o planejamento do meu próprio negócio, que inaugura ainda esse ano. O casamento é, inclusive, ainda este ano também. Meus maiores hobbys são: ficar com a família, comer bem e viajar para o máximo de lugares possível.”

Sorveteria Gelatts – um negócio que nasce de uma necessidade

@revistaoka: Como se deu o nascimento da sorveteria Gelatts na sua perspectiva?

@gabipraca“Então, a Gelatts surgiu da necessidade dos meus pais. Eles ficaram desempregados, quase ao mesmo tempo, há 25 anos. Eu só tinha 1 ano de idade. Como ele tinham um grande amigo, que já tinha uma sorveteria e estava com uma máquina obsoleta, usaram o dinheiro dos seguros desemprego de ambos pra comprar essa maquina e começar o negócio.

Era uma máquina bem pequena. Fazia 96 picolés por hora. Pra você ter ideia, uma das nossas máquinas de picolé faz 12.000 picolés por hora. Daí, no início, vendíamos pra Floriano e algumas cidades do Maranhão. Como nosso produto foi super bem aceito crescemos de forma exponencial. Também é importante ressaltar que fomos a primeira empresa de sorvetes no nordeste a ser 100% auto sustentável em energia solar”.

Crescendo juntinho com a empresa dos pais

@revistaoka: Conta pra gente como se deu a sua inserção na empresa da família. Em que ponto você já começou a se envolver com o negócio e como foi sendo essa evolução até chegar no que você contribui hoje.

@gabipraca:Eu digo que a Gelatts é minha irmã né? Cresci com ela, literalmente, passando por todas as bonanças e tempestades. Sempre acompanhei de perto e meus pais sempre me deixaram bem a par do negócio. Eles sempre me deixaram super livre pra escolher o que eu quisesse pra vida profissional.

Porém, nunca me vi fazendo outra coisa que não fosse sorvete. Até que, com 14 anos, os chamei pra conversar, disse que tinha me decidido e pedi pra ir pra minha primeira feira de sorvetes. Assim eu fui pra Recife e fiquei mais apaixonada ainda pelo negócio.

Passei pra Engenharia de produção na Federal do Piauí com 16 anos. Com 21 assumi a produção da empresa. Sou responsável pelo P&D e também pelo planejamento e controle. Além de dar pitaco nas ações de marketing, que é uma área que eu adoro.

Aqui na fábrica estamos com um grande projeto de re-branding da marca. Ou seja, uma grande reformulação (não só de identidade visual, mas também de produtos, embalagens, qualidade, percepção da marca, tanto pelos colaboradores, como nossos clientes B2B e também clientes finais)”.

Responsabilidades, aprendizados e superação

@revistaoka: Como você se sente tocando um negócio tão substancial, que é de família, gera emprego e renda para outras pessoas e, em paralelo, tanta responsabilidade? Em algum momento, você já sentiu pesar ainda mais por ser jovem, mulher e filha dos fundadores da empresa?

@gabipraca: “Me sinto honrada e feliz em poder tocar um legado tão especial e forte. Eu tenho 26 anos e a Gelatts 25, é como se fosse minha irmã mais nova. Cresci vendo de perto todos os desafios de começar um negócio praticamente do zero, sofri com as faltas e aprendi muito com elas também.

Percebo uma cobrança boa vinda de mim mesma quanto ao meu desempenho para com a empresa, nossos funcionários, clientes. Cada vez mais sinto uma necessidade de me aproximar de todos eles, de contar a nossa história de superações, de espalhar o amor que sentimos pela nossa marca. Literalmente “personificar” a Gelatts e passar isso para todos os stakeholders.

Quanto a questão de ser mulher, mais jovem, filha dos fundadores, tive problemas mas quando mais nova, assim que cheguei na empresa, provavelmente quando nem eu mesma confiava em mim. A partir do momento que vi a importância do meu trabalho para a empresa não deixei que ninguém duvidasse de mim por nenhuma das características acima citadas.

Não foi fácil porque no início muitos duvidaram de mim e eu mesma acabava acreditando nessas pessoas. Mas a medida que fui desenvolvendo bons trabalhos e colhendo bons resultados na empresa fui melhorando como pessoa e gestora e, consequentemente, conseguindo respeito e admiração de funcionários, fornecedores e clientes”.

Vem aí um presente para os florianenses

@revistaoka: Sobre seu novo negócio, que mostra seu empreendedorismo na veia, o que poderia contar pra gente sobre ele?

@gabipraca:O novo negócio está ficando lindo! Moro em Floriano, no interior do Piauí e sou apaixonada pela nossa cidade! Quero investir aqui, trabalhar e colocar coisas boas aqui. Meu primeiro negócio vai ser um presente embalado com um laço de fita pra essa cidade que amo. Faço questão de voltar à Revista Oka quando puder falar mais desse plano. O que posso adiantar é que será no ramo da alimentação e será um espaço muito muito muito agradável.”

Empreendedorismo feminino | O Sucesso é fruto da dedicação

@revistaoka: Para as tantas outras jovens que sonham empreender, quais conselhos você daria quanto à criação de um negócio do zero? Dos estudos, habilidades e dedicação necessários para a construção de um negócio realmente relevante.

@gabipraca: “Uma das partes mais importantes do novo negócio que estou montando está pautada nessa sua pergunta. Quero através dele mostrar que você deve correr atrás dos seus sonhos. Por ter nascido em uma família de empreendedores, na minha concepção, criar coragem pra montar o seu próprio negócio está diretamente ligado a construção de sonho.

Por isso, vou querer estimular as pessoas que tem esse sonho guardado no coração a fazê-lo. Mostrar através do exemplo dos meus pais que é sim possível começar do nada e construir muito. Mostrar através do meu exemplo que não podemos nos acomodar. Que, mesmo com emprego estável e “tranquilidade”, se tivermos vontade de montar o nosso próprio negócio devemos sim, apostar.

Pretendo falar sobre tudo isso trazendo conceitos práticos que estou aplicando para o desenvolvimento da minha loja, como fazer pesquisas de mercado, branding de marca, desenvolvimento de persona, estudo de produtos… Quero bater na tecla que para empreender precisamos estudar muito, nos dedicar 100% e saber que mesmo assim, vez ou outra, as coisas não vão sair como o planejado”.

Hey, Habib! Curtiu a história da Gabriella Praça? A Revista Oka tem muito orgulho de mulheres que lutam por seus sonhos e correm atrás dos seus objetivos. Histórias assim servem como inspiração para quem está buscando trilhar a sua própria jornada. Desejamos que, cada vez mais, mulheres competentes, que se destacam em seus propósitos, encontrem espaço, reconhecimento e, principalmente, respeito por suas trajetórias.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories

Leia Mais
Miss Plus Size Goiás 2019 - Camila Bretas
Miss Plus Size Goiás 2019 – Camila Bretas