Conheça Janice Maria – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020
Conheça Janice Maria – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Conheça Janice Maria – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Hey, Habib! Conheça Janice Maria, uma das candidatas ao título de A Mais Bela Gordinha Virtual 2020. O concurso conhecido por eleger a mais bela gordinha do Brasil, criado pela modelo plus size e produtora, Cláudia Ferreira, lançou a sua primeira versão virtual, adequando-se à situação de pandemia que estamos vivendo. As inscrições foram abertas em maio e já contam com mais de 20 candidatas, de diferentes estados do Brasil.

A final será dia 11 de Julho e a comissão julgadora são técnicos que avaliarão, por vídeo, as candidatas finalistas entre os dias 01 a 10 de julho. Na final, teremos duas categorias, sendo uma “A mais bela gordinha virtual”, tradicional e sênior, e “A mais bela gordinha fotogenia”. As vencedoras receberão faixa e coroa, em suas residências, além de premiações de parceiros do concurso. Conheça a candidata Janice Maria!

Sobre a candidata Janice Maria e seu posicionamento sobre a gordofobia

Conheça Janice Maria – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020
Conheça Janice Maria – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Sou Janice Maria Florência da Silva, 38 anos, natural de Tabuleiro do Norte Ceará, represento esse Estado maravilhoso, o Ceará, Terra da Luz, no concurso a mais bela gordinha do Brasil, na categoria Sênior.

Acredito que o primeiro ponto sobre uma sociedade gordofóbica em processo de desconstrução tenha a ver com dois princípios. O primeiro deles é a família, por ser a primeira sociedade da qual fazemos parte, e o segundo ponto que ressalto são as crianças! E diria mais, que estes pontos estão interligados! Imagine as seguintes situações, em uma família que ridiculariza o corpo gordo: a criança vai crescer em uma atmosfera gordofóbicas.

Caso ela seja gorda, vai passar o tempo todo tentando se encaixar nessa família, tendo problemas com baixa estima e com auto aceitação. Agora, caso a criança seja magra, ela vai se achar no direito de ofender as crianças ou até mesmo um adulto com sobrepeso por estar repetindo gestos de sua família, ou seja, sua base. Isso, Na sua cabecinha, estará certo! Numa outra situação onde há valores de desconstrução do preconceito, principalmente ligados a gordofobia em uma família, as chances de se ter um adulto ou adulta bem resolvido em relação ao seu corpo são maiores.

Serão grandes as chances de se respeitar pessoas gordas também, pois haverá o desenvolvimento do sentimento de empatia. Essa criança será ensinada que a palavra gorda não é algo que se deva envergonhar e que na família existe o respeito a pessoas gordas. Então, acredito que nossos lares são ponto de partida e que só conseguiremos vencer o pre,conceito dessa e das gerações que vierem, se instruirmos bem nossas crianças.

Enfrentando o preconceito com a autoaceitação

Sempre fui gorda; convivi com o preconceito e piadas gordofóbicas na escola, em roda de amigos, na rua e até mesmo em casa! Sempre procurei ser bem resolvida em relação a isso e procurava combater o preconceito trazendo a pessoa para a minha realidade! E, Apesar de ser bem resolvida, me senti diversas vezes ofendida. As vezes as pessoas não tem noção do que trazem em suas falas. Quanto ódio e quanta discriminação; por isso fiz uma dieta por conta própria onde Cheguei a perder 30 kg.

Esse peso, recuperei aos poucos devido a diversos fatores. Engraçado que, quando perdi esse peso, virei quase um ponto turístico na minha cidade. As pessoas passavam e me paravam para saber o que eu tinha feito, como tinha conseguido emagrecer! Nessa época lembro que namorei muito! Carne nova no pedaço, mas de fato não queria que as pessoas me notassem só pelo meu corpo e ser magra deixou de ser minha prioridade! Então o que eu diria hoje para quem passa por situações constrangedoras é que a primeira pessoa que deve aceitar seu corpo gordo é você, pois se você não tem vergonha do seu corpo, as pessoas não teriam motivo para te envergonharem!

Cuidados com saúde, beleza e representatividade

Engraçado que, quando vi esse tema, me lembrei de episódios que ocorreram comigo assim que me inscrevi no meu primeiro concurso Plus Size. Quando entrei na academia, as pessoas vieram me criticar e dizer que eu não podia treinar porque eu era Plus. Que ideia errônea se tem por aí! Plus deve ser saudável! E o concurso de beleza Plus Size é como uma luz no fim do túnel para as mulheres que dizem se aceitar mas confundem aceitação com comodismo!

Hoje tenho uma rotina de skin care, procuro me alimentar de forma saudável e praticar exercício físico! O mundo Plus não é um mundo de apologia a gordura, como muitos pensam por aí. O mundo Plus é pelo respeito às diferenças dos corpos! Hoje vejo a importância desses concursos de beleza como motivadores da auto estima no universo Plus Size! Quero representar o amor próprio e, através da minha história, inspirar e apoiar mulheres a se amarem como são. A buscarem seu próprio padrão de beleza!

Sei que podemos vencer essa luta se estivermos de mãos dadas, então o que eu deixo de mensagem para as mulheres é que apoiem umas as outras, procure empossar-se da mulher que você é e leve aquela amiga, que está do seu lado, junto até formarmos uma grande rede de mulheres que quebraram o padrão através da união e do exemplo é que todas nós podemos ter nossa representatividade.

Hey, Habib! A Revista Oka apoia ações de empoderamento e representatividade feminina. Por isso, estamos disseminando esse concurso por mais um ano. Agora que você conheceu a candidata Janice Maria, que está concorrendo ao título de A mais bela gordinha virtual 2020, aproveite para ler sobre moda para mulheres plus size, CLICANDO AQUI!

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories

Leia Mais
Miss Plus Size Ocara 2019 – Talita Lima