Conheça Joanna Aysha – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020a, uma das candidatas ao título de A Mais Bela Gordinha Virtual 2020. Pra quem vai a sua torcida?
Conheça Joanna Aysha – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Conheça Joanna Aysha – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Hey, Habib! Conheça Joanna Aysha, uma das candidatas ao título de A Mais Bela Gordinha Virtual 2020. O concurso conhecido por eleger a mais bela gordinha do Brasil, criado pela modelo plus size e produtora, Cláudia Ferreira, lançou a sua primeira versão virtual, adequando-se à situação de pandemia que estamos vivendo. As inscrições foram abertas em maio e já contam com mais de 20 candidatas, de diferentes estados do Brasil.

A final será dia 11 de Julho e a comissão julgadora são técnicos que avaliarão, por vídeo, as candidatas finalistas entre os dias 01 a 10 de julho. Na final, teremos duas categorias, sendo uma “A mais bela gordinha virtual”, tradicional e sênior, e “A mais bela gordinha fotogenia”. As vencedoras receberão faixa e coroa, em suas residências, além de premiações de parceiros do concurso. Conheça a candidata Joanna Aysha!

Sobre a candidata Joanna Aysha

Hey, Habib! Conheça Joanna Aysha, uma das candidatas ao título de A Mais Bela Gordinha Virtual 2020.
Hey, Habib! Conheça Joanna Aysha, uma das candidatas ao título de A Mais Bela Gordinha Virtual 2020.

Me chamo Joanna Aysha Costa Assis, 36 anos, estou participando na categoria Sênior e represento o Estado do Acre. Após, sofrer muito com meu peso na balança e o preconceito das pessoas, resolvi me libertar de qualquer rótulo ou padrão imposto pela sociedade. Depois que descobri que posso ser o que quiser, esse empoderamento é libertador.

Hoje sou bem resolvida com meu corpo e com o meu emocional (psicológico) pois entendo que é preciso equilíbrio para dar certo. Sabemos que o termo gordofobia tem sido comumente empregado para caracterizar formas de discriminação a pessoas acima do peso. Essa classificação, a meu ver, apresenta algumas problemáticas. 1º que parece existir apenas um tipo de corpo padrão – o corpo magro.

A busca por esse padrão de beleza imposto e reforçado pela sociedade e pela mídia acaba por gerar uma outra questão. 2º que as pessoas acabam embarcando em exercícios e dietas malucas onde, muitas vezes, isso é feito sem uma orientação de profissionais adequados.

Posicionamento sobre a gordofobia

Ao passo que a sociedade contemporânea, ao valorizar a magreza, transforma a gordura em um símbolo de falência moral, e o gordo, mais do que apresentar um peso socialmente inadequado, passa a carregar um caráter pejorativo que denota descuido, preguiça, desleixo, falta de disciplina.

Penso ser importante discutir essas questões para a partir desse olhar que nos é imposto, possamos ressignificar a forma como somos tratados. Primeiro ponto, precisamos entender que cada corpo possui uma beleza e que a mulher brasileira é produto de uma miscigenação de raças que naturalmente originou a mulher com curvas voluptuosas.

Segundo ponto, e acredito ser ainda mais importante, diz respeito ao empoderamento das mulheres para a aceitação de seus corpos. Essa dimensão do empoderamento acredito que precisa ser realizado em duas etapas. O primeiro está relacionado diretamente com a aceitação, ressignificação e do fortalecimento da autoestima mesmo.

Após isso, é hora de reestabelecer a confiança e lutar por igualdade, um mercado justo que atenda todas as necessidades das gordas em nosso país. Que possamos ter representatividade na política, no mercado de trabalho, escolas, família etc.

O desejo de pertencer a um padrão social: frustrações x descobertas

Sim, isso já foi uma realidade onde eu buscava, a qualquer custo, ser magra, ser aceita e não mais ser alvo de críticas em relação ao meu corpo, a minha beleza. Tentei várias dietas malucas, fiz uso de inibidores de apetite (que nunca davam certo) e, muitas veze, traziam mais problemas.

Mas, com a vivência que tenho, posso afirmar que, isso tudo é ilusão. Essa aceitação e aprovação que achamos que só outra pessoa pode nos dar é insignificante. Reafirmo que, para sermos felizes com nosso corpo e mente, é necessário trabalhar o amor próprio que está dentro de nós mesmas, nos fortalecer em atitudes positivas como buscar a Deus, por exemplo.

Então, você aí, dona de casa, empresária, estudante, mulher real, comece a se valorizar mais, afinal só atraímos aquilo que buscamos. Deixemos de lado as pessoas tóxicas e gordofóbicas, pois o mal está em quem destila o ódio gratuito e não em você. E claro, juntas somos mais fortes.

Autocuidado, representatividade e empoderamento

Nesse cenário, onde a pessoa gorda é vista como uma pessoa doente, sedentária, desleixada, precisamos nos atentar que a saúde é muito importante para quem é magro ou gordo. Devemos sempre ter bons hábitos seja na alimentação ou na beleza em si.

Por falar em beleza, tenho alguns cuidados primordiais para uma pele bacana, como fazer o uso diário de filtro solar, beber muita água, estar antenada nas tendências de make, cabelo, roupas, etc. E para manter o corpo, pratico handebol desde os 10 anos de idade.

Desejo ser representante da classe plus size, empoderada, que entende que não basta apenas amar seu corpo. Amar o corpo é importante sim, mas, antes de mais nada, é preciso promover mudanças na estrutura da sociedade como um todo. Entendo que isso será um longo processo, pois nossa voz tem sido abafada por um longo período da nossa história.

No entanto, me coloco a disposição para ser um elo e uma voz nesse processo de transformação social, onde posso alcançar, cada vez mais, aquela mulher real que se sente oprimida e esquecida por todo tipo de ataque gordofóbico.

A todas as pessoas que me ajudaram nesse processo de empoderamento, fica aqui meu muito obrigada! Tê-los ao meu lado foi de suma importância para o meu processo de formação ideológico pessoal. Dito isto, reafirmo meu posicionamento de continuar lutando por essa causa que está muito além de padrão de beleza.

Hey, Habib! A Revista Oka apoia ações de empoderamento e representatividade feminina. Por isso, estamos disseminando esse concurso por mais um ano. Agora que você conheceu a candidata Joanna Aysha, que está concorrendo ao título de A mais bela gordinha virtual 2020, aproveite para ler sobre moda para mulheres plus size, CLICANDO AQUI!

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories

Leia Mais
Conheça Suelen Tairine – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020
Conheça Suelen Tairine – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020