Miss Plus Size Bahia 2019 - Gabriela Lima
Miss Plus Size Bahia 2019 - Gabriela Lima

Miss Plus Size Bahia 2019 – Gabriela Lima

Hey, Habib! Entrevistamos a Miss Plus Size Bahia 2019 – Gabriela Lima. Conheça uma das candidatas ao título de Miss Plus Size Nacional 2019 que acontecerá no dia 30 de Novembro no Novotel Porto Atlântico – Rio de Janeiro às 18hrs. O concurso criado pelo pioneiro Eduardo Araúju, com direção de Marcos Salles e produção da Cenário Produções, promete um show de beleza, empoderamento e representatividade.

Queremos que percebam a história de cada candidata bem como sua visão a respeito de questões fundamentais para conhecimento de uma Miss. Convidamos você a acompanhar cada Miss e avaliar não só sua beleza bem como sua comunicação e ideais. Com vocês, a Miss Plus Size Bahia 2019.

Vamos começar com uma breve apresentação. Nome, idade, ocupação, de onde você é, qual estado / categoria você vai representar e como vem sendo a sua relação com o seu corpo.

Foto: Divulgação

Gabriela Lima, 40 anos, Turismóloga, nascida e moradora do Rio de Janeiro. Represento o estado da Bahia com orgulho máximo! Além disso, sou uma mulher grande e negra, que nunca teve problemas com seu corpo, mas sim teve muita dificuldade em lidar com o preconceito, bullying das pessoas. Bato palma pra quem consegue passar bem por esses traumas. Que se perpetuam em nossas vidas e muitas vezes não se manifesta na sua autoestima física, mas assim como no meu caso emocional. Passa-se uma vida acreditando que não é merecedora do melhor e é esse processo de aprendizado que estou vivendo.

Divide com a gente: o que te motivou a se candidatar ao título de Miss Plus Size Nacional 2019?

A minha principal motivação foi o desafio; vi ali uma chance como nenhuma outra recente de aprendizado e afirmação do que eu sou capaz. Sei que estou entre mulheres lindas, maravilhosas e potentes. Isso redobra minha responsabilidade comigo mesmo em entender que posso e que tenho condições. A segunda e que foi determinante foi poder participar desse desafio representando a Bahia! Essa oportunidade única não poderia ser por acaso. E hoje, vejo que não foi; a Bahia é o estado com a maior concentração de negros e historicamente o estado, especialmente Salvador, onde se encontra instituições, associações, grupos de resistência do movimento negro. Representar esse Estado me dá força como mulher negra.

Representar a beleza de tantas mulheres é um privilégio e também uma grande responsabilidade. O que você sentiu ao ser representante de todo um estado no Miss Plus Size Nacional 2019?

O privilegio é impar e sem tamanho! Hoje sinto me apropriando de mim em várias questões e, como disse anteriormente, é um processo de entendimento que você merece e pode ser e ter o melhor sim. Por isso, é uma honra representar a Bahia. Como mulher, plus e negra, vejo a oportunidade de trazer comigo toda força e beleza dessas mulheres incríveis em quem me espelho. Ícones como Bel Rocha, Cintia Paixão, a Tia Má. Baianas, negras e plus que tenho como referencia do Estado que tenho uma felicidade de representar.

Sabemos que você está vivenciando uma rotina com compromissos de Miss que envolvem uma série de preparativos que antecedem o dia do concurso. O que você vem fazendo para se preparar física e mentalmente para o grande dia e como está sendo a experiência?

Minha rotina realmente foi afetada em vários aspectos. Desde que me inscrevi no mês de Julho comecei uma pesquisa sobre o Estado que represento. Desde uma viagem a Salvador no mês de Setembro onde conheci pessoas (esse era o foco) e entendi quem eu iria representar. Essa viagem me proporcionou experiências e encontros incríveis como as horas que passei com a Gisele Soares, Deusa do Ebano 2017 do bloco Ilê Ayê, a Dona Creusa da Sociedade Protetora dos Desvalidos, um roteiro turístico lindo elaborado por uma amiga Lysie Reis professora, doutoura em História Social da Bahia, baseado em sua obra literária a Liberdade que veio do Oficio.

Mulheres que me introduziram no universo baiano. Alem de aulas de Dança Afro, com a professora Negoona Yza Africa nos pés aqui no Rio que trabalha não só meu corpo, mas minha negritude em diversos aspectos. Decidi confeccionar meus trajes, então tudo isso exige pesquisa e muito trabalho também. O mental está sendo estruturado e tratado justamente por esse processo. Nada mais fortalecedor do que entender e se apropriar de sua capacidade. O apoio e torcida da família também fazem parte desse cuidado.

Uma Miss ganha facilmente os holofotes e acaba inspirando mulheres com sua beleza e comportamento. Qual o peso dessa responsabilidade pra você e como pretende lidar com isso?

Realmente essa responsabilidade é assim como o concurso: um desafio. Sou uma mulher comum, mãe solo, profissional e cuido da minha família. O que quero dizer é que antes do concurso Miss Plus Size Rio de Janeiro 2019 by Eduardo Araujo, onde eu recebi o título de Miss Plus Size Popularity Rio de Janeiro, eu sequer tinha em mente esse responsabilidade ou qualquer experiência no mundo Plus Size. Nunca fui modelo, digital influencer ou qualquer coisa do gênero. Então posso dizer que gostaria de inspirar mulheres comuns, mulheres que nunca se permitiram. Pra elas, e pra cada menina que por algum motivo de sentiu depreciada por conta do seu peso e da sua raça começando pelas minhas filhas.

Na sua opinião, como Miss Plus Size Bahia 2019 , qual a importância do concurso Miss Plus Size Nacional?

O concurso do Edu a nível Nacional vêm afirmar a força e o tamanho do mundo Plus Size. É muito mais que uma industria! O concurso mostra que não só podemos, mas que queremos e precisamos nos mostrar, nos enaltecer e a consequência é sermos vistas como símbolo e referencia de beleza. Chamo atenção somente que ainda nos falta mais visibilidade. Esse concurso merece que a mídia o abrace e que as grandes empresas o patrocine. Certamente alcançaríamos mais pessoas e as inspirariam também.

Qual o seu grande diferencial diante de tantas outras personalidades que, assim como você, sonham e disputam o título de Miss Plus Size Nacional 2019?

O meu grande diferencial é justamente ser uma mulher comum. Que aceitou o desafio de participar de um concurso de beleza. Uma mãe solo , mergulhada na depressão que buscou um sábado pra se cuidar e procurar pessoas com que se identificasse. Assim cheguei a esse mundo Plus Size, uma consultoria de fotogenia, passarela e mídia pessoal com a Misses Pretas, para mulheres plus e negras. Esse foi meu start. Meu grande diferencial é a coragem, o aceitar seguir em frente. Além de toda voz que carrego em nome de mulheres da minha raça e grandes.

Pra você, qual o papel de uma verdadeira Miss e o que mudaria na sua vida caso seja eleita Miss Plus Size Nacional 2019?

Nosso trabalho é inspirar, é encorajar ,é dar voz a quem nos vê como modelo. É importante que como referencia comecemos a fazer isso dentro de nossa casa. No meu caso, que sou mãe de gêmeas de 5 anos de idade, gordinhas e grandes. É a cada vez que a oportunidade que nos for dada de falar, falemos por nós e por quem nos encorajou pra vida.

Tive mulheres referencia de fortaleza em minha família, mãe, tias, irmã (minha referencia de beleza). Além da sorte das mulheres incríveis que conheci nessa jornada e tenho muito orgulho de dizer que a grande maioria mulheres negras. É ser representante das candidatas, porque somos todas vitoriosas por chegarmos aqui. A elas que foram e pras que vêm depois. Esse título deve servir para nos empoderar ainda mais!

Uma Miss Plus Size está representando muito mais que a beleza estética e, inegavelmente, fortalece o empoderamento e representatividade de mulheres que sofrem com tantos padrões impostos pela sociedade. Como você enxerga essa luta nos dias atuais?

Esse é o ponto. Percebo isso hoje quase que diariamente. Meus colegas de trabalho, amigos, sempre me elogiaram muito, sou total fora dos padrões, mas uma coisa que nos últimos anos depois de entender, aceitar e assumir minha negritude e manequim é que posso ser linda sim. Que posso abusar das cores, das roupas que me fazem sentir bem. Isso me faz sentir linda! Olhar para mulheres que me inspiram e trazer comigo elas a cada trança ou Black que decido fazer, colocar biquínis e maiôs sem que me sinta agredindo alguém. É dar voz a essas mulheres incríveis que tenho como referencia e que já citei aqui: Misses Pretas, Yza, minha irmã, sobrinha, etc. É representa-las e mostrar representatividade pras minhas meninas e para mulheres como eu que se superam a cada dia, mesmo com todas as dificuldades que enfrentam.

Que mensagem você deixa para mulheres que ainda não se sentem livres para desfilarem com seu corpo sem ligar para julgamentos? Aquele apoio de coração!

Se amem, se gostem, mas principalmente se conheçam. Se apropriem do seu ser, da sua beleza. Independente do seu manequim ou cor. Sejam felizes consigo mesmas, sorriam, essa ainda é a nossa maior beleza. Sejam fortes , mas peçam ajuda. Não tentem lidar com tudo isso sozinhas; é mais fácil e mais gratificante dividir: você recebe mas, principalmente, você dá também, criando um magnífico ciclo de boa energia. Não posso finalizar sem deixar uma mensagem pra minhas irmãs negras. Nesse processo foi delas, todos os dias, que me ajudam a me apropriar da minha majestade. Essa majestade que carregamos todas nós através das nossas lutas e vitórias. Se eu conseguir coroar uma só mulher que seja, terei enfim cumprido minha missão nessa jornada!

Habib! Essa foi a Miss Plus Size Bahia 2019. A Revista Oka acredita e apoia o reconhecimento da beleza singular de cada mulher para o verdadeiro empoderamento composto por representatividade. Acompanhe as entrevistas feitas com outras candidatas ao título e decida pra quem vai a sua torcida. Quem vai ser eleita Miss Plus Size Nacional 2019 ? Comenta!

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories

Leia Mais
Mais bela gordinha do Rio de Janeiro Tradicional
Mais bela gordinha do Rio de Janeiro Tradicional – Ana Paula