Clitóris como você nunca viu por @meuclitorisminhasregras
Clitóris como você nunca viu por @meuclitorisminhasregras

Clitóris como você nunca viu por @meuclitorisminhasregras

Hey, Habib! O assunto de hoje é o clitóris. Sem espanto, sem tabu mas com muitas surpresas agradáveis sobre a zona erógena de maior sensibilidade da mulher e uma das principais fontes de prazer sexual. Convidamos a mulher à frente da página @meuclitorisminhasregras para nos contar sua história surpreendente de como se deram as descobertas acerca do clitóris que a motivou a compartilhar com tanta gente, tanto mulheres quanto homens, através do perfil no instagram seguido por mais de 50 mil usuários engajados no assunto.

Sobre a convidada e como tudo começou

Clitóris como você nunca viu por @meuclitorisminhasregras - Revista Oka
@meuclitorisminhasregras

Gaia é uma interiorana de Santa Catarina, gêmea com um menino e foi descoberta no parto. “Na verdade meu irmão que era esperado e eu vim de brinde”, brinca. Fez curso de licenciatura em Física na Universidade Federal de Florianópolis, deu aulas de física, viajou vários estados do país e voltou para o interior de SC. Quando sua irmã quis abrir uma loja de lingerie e ela sugeriu que tivesse uma sexy shop junto, há 12 anos. “Na época não tinha conteúdo, material, e não tinham tantas fábricas; não tinha treinamento de produtos. Então eu comecei a comprar os produtos e testar”, explica. 

Por ser homossexual e não ter entendimento sobre a sua sexualidade naquela época, Gaia sentia um certo estranhamento quanto ao próprio tesão e às extensões do clitóris, que a fazia pensar que havia algo de errado a ponto de se questionar: será que sou normal? “A primeira vez que tive contato com o formato total do clitóris, eu entendi que era normal ter o tesão lá embaixo por conta dos bulbos do vestíbulo e eu achei que outras mulheres também tinham que saber dessas informações”, recorda. 

A necessidade de compartilhar o real formato do clitóris

Imagem da internet

Gaia conta que continuou no mercado erótico, trabalhando em Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, até que surgiu uma proposta para trabalhar em uma fábrica de cosméticos eróticos até que um dia, de brincadeira, surgiu a ideia de fazer uns mini clitóris para presentear as consultoras de uma amiga. “Eu fiquei chocada que até o pessoal que trabalha no mercado erótico, não conhece o formato do clitóris”, comenta. Continuou a fazer os mini clitóris 3D, personalizados como uma renda extra até que em meados de 2018 uma amiga sugeriu que ela largasse tudo para se dedicar à produção desses clitóris diferenciados. 

Apesar de achar arriscado, começou a procurar informações, pesquisando e postando no instagram até que em dezembro de 2018 organizou o primeiro encontro do clitóris em uma sex shop. Um encontro para trocar ideias a respeito dessas temáticas até que se viu a necessidade de ter mais encontros e se propor a organizá-los mensalmente. Começando em espaços fechados até ganhar os locais abertos com a ideia do protagonismo feminino mas acolhendo também os homens que buscam esse conhecimento. “Todxs são bem vindxs pois eu acho que educação sexual tem que ser pra todos”, complementa. O objetivo com a divulgação desses encontros e da apresentação dos mini clitóris é gerar esse questionamento e interesse por pesquisar.

@meuclitorisminhasregras

Start do perfil no instagram @meuclitorisminhasregras e ações que conscientizam e promovem educação

O perfil no instagram aborda a educação sexual através de memes e segundo Gaia, falar de sexualidade tem que ser de uma forma leve, divertida, pra que alcance mais pessoas e não seja um assunto denso, de culpa e sim divertido. “Estava acontecendo a campanha meu corpo minhas regras que mexeu muito comigo. Inclusive, crenças machistas que eu mesma, às vezes, me dou conta que tenho do patriarcado”, enfatizou.

Quando questionada sobre o objetivo da sua página no instagram, Gaia disse: “Clitóris é algo tão novo que para apropriar-se dele precisa-se de auto conhecimento. Se você trás algo para você, como SEU, as chances de tratar com cuidado e auto amor são muito maiores. Ao mesmo tempo que o desconhecido assusta, também gera curiosidade e é nessa curiosidade que pode-se investigar mais. Acho que o foco é esse: conhecer, desvendar, tomar para si com amor e se sentir bem e à vontade para empoderar outra mana. Os resultados desse impacto de descoberta do próprio corpo diminui os obstáculos e tabus e aumenta e desperta o prazer (não só sexual)”.

Clitóris como você nunca viu por @meuclitorisminhasregras - Revista Oka
@meuclitorisminhasregras

Agora que você conheceu a história por trás do @meuclitorisminhasregras, pode acompanhar e se divertir com os memes publicados lá e, principalmente, se informar sobre educação sexual e a quebra de tabus sobre essa zona erógena tão pouco explorada: o clitóris. Se curtiu essa iniciativa e quer engajar com a página no instagram, clique AQUI. Para mais conteúdos sobre essa temática clique AQUI e continue acompanhando diariamente a Revista Oka. Hey, vem aí a semana do orgasmo e eu ouvi dizer que logo terá uma matéria incrível sobre as rodas de conversa envolvendo a temática em São Paulo e totalmente gratuitas! Quando tiver disponível, basta clicar AQUI para saber mais.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories

Leia Mais
Nativa SPA Quinoa: primeira linha completamente vegana de O Boticário
Nativa SPA Quinoa: primeira linha completamente vegana de O Boticário