Rolês Curitiba por Natalia Bianchini
Rolês Curitiba por Natalia Bianchini

Rolês Curitiba por Natalia Bianchini

Hey, Habib! Conheça a história do blog Rolês Curitiba. A Revista Oka está dando início a uma campanha de valorização de produtores de conteúdo em Curitiba – PR. Acreditamos que o valor da produção de conteúdos digitais tem sido cada vez mais relevantes e essenciais, principalmente com as transformações sofridas, nesse momento, em todo o mundo. Com o intuito de apoiar blogs e páginas que funcionam de forma independente, trouxemos a história por trás de cada uma delas além do seu posicionamento acerca de questões relacionadas. Convidamos Natalia Bianchini, criadora do blog Rolês Curitiba, para contar essa história. Confira!

Sobre a criadora do blog Rolês Curitiba

Meu nome é Natalia, tenho 27 anos, nasci em Itajaí-SC e vim para Curitiba com 7 anos. Sou formada em Design pela FAE mas sempre me envolvi na produção de conteúdo – meu primeiro estágio foi em uma redação! Desde então passei por agências como Social Media, desenvolvendo estratégias em redes sociais para vários clientes. Sempre gostei muito de criar, escrever e fotografar. É incrível poder unir tudo que eu amo em um trabalho.

Sempre tive blog, lá no comecinho dessa onda. Ainda criança, aprendi a fazer tudo sozinha, inclusive layouts! Na época, usávamos muito como diários virtuais. Fiz muuuuitos amigos assim e consegui aprender bastante. Naturalmente, segui esse caminho de forma profissional, para clientes de vários segmentos.
Sou uma pessoa apaixonada por gastronomia e muito, muito curiosa.

Como tudo começou…

Sempre pesquisei por lugares diferentes, uma coisa meio lado B da cidade. Por isso, muitos amigos me procuravam quando queriam sair, buscando recomendações fora do óbvio. Decidi então começar a compartilhar minhas descobertas no Instagram, pela facilidade da plataforma! O Rolês Curitiba nasceu de forma despretensiosa. Meu primeiro post foi avaliando o cachorro-quente da esquina da minha casa!

Claro que evolui muito do começo do Rolês pra cá (comecei em dezembro de 2017), mas como sempre trabalhei com marketing digital, facilitou bastante tornar o blog mais profissional e atraente. Investi bastante em cursos, fiz muitos testes de conteúdo e edição de imagem, comprei ferramentas… foi um caminho de muita dedicação!
A identidade e feedback do público vieram de formas muito naturais, já que eu sempre coloquei muito da minha personalidade em tudo que fiz. Minha credibilidade sempre foi o mais importante.

Depois de um tempo produzindo conteúdo pro Rolês (inclusive, na minha bio, estava escrito que eram minhas “experiências honestonas”), comecei a receber mensagens de pessoas agradecendo minhas dicas e querendo mais. Sempre tinham pedidos como “você pode me recomendar uma hamburgueria com chopp artesanal?” e coisas do tipo. Aí eu percebi que realmente estavam gostando do meu conteúdo e acreditando em mim, o que me deu muita força pra continuar.

Desafios, superações x desvalorização e posicionamento

Pouco tempo depois, algumas marcas passaram a me convidar para conhecer o estabelecimento, participar de lançamentos, etc. Mas sempre continuei muito sincera nos meus conteúdos. Se eu não gosto, não posto. Já passei por alguns períodos de desânimo e cheguei a deixar o Rolês meses parado. Isso fez com que eu perdesse muitos seguidores e deixasse meu engajamento péssimo. Então tive todo um trabalho de reconquista do meu público, afinal, existem várias contas de dicas locais e não é fácil se destacar. Minha paixão por criar conteúdo sempre foi mais forte, então, com minha dedicação e trabalho de marketing digital, consegui consolidar o Rolês Curitiba.

Outro desafio que ainda enfrento é conseguir me posicionar como profissional. Muitas marcas chegam exigindo mil coisas (post no feed, stories, sorteio, divulgação semanal, envio de produção de fotos/vídeos…) em troca de um prato de comida. É muito frustrante! Claro que ainda faço permutas, mas obviamente precisa valer a pena pros dois lados. Quando chegam com essa postura de desvalorização do meu trabalho, fico bem desanimada, confesso.

Muita gente sonha em se tornar influenciador pra “ganhar coisas de graça”. Esse é um começo bem errado. Existe muita responsabilidade e dedicação por trás e nada acontece da noite pro dia. É tudo sobre constância e construção de autoridade no seu nicho. Eu demando um bom tempo para produzir fotos/vídeos, criar os textos. Nunca mais comi comida quente, hahaha! Mas claro que é MARAVILHOSO ser reconhecida por marcas incríveis e ganhar presentes, fico super feliz e agradecida. Eu amo o que faço.

A desvalorização, como comentei, ainda é um obstáculo para influenciadores digitais. Muitas marcas ainda chegam de maneira bem ofensiva ainda ou até exigindo que eu comunique coisas que não tem match algum com meu público. Infelizmente sei que muito disso vem da postura de muitos colegas, também. Por isso é importante, como criador de conteúdo, entender seu valor e o impacto real que você tem nas redes sociais.

Mundo digital: esteja onde sua público está

O digital é tudo. As pessoas usam MUITO a internet para resultados rápidos e objetivos. Por exemplo, se alguém procurar por pizzaria na região do centro e você não estiver posicionado para essa busca, você perdeu um cliente. Entenda seu público e esteja onde ele está! Outra coisa importante: as pessoas querem ver fotos e experiências reais dos produtos, então é super comum procurarem o local nas redes sociais depois daquele Google rápido.

Eu faço questão de sempre fazer uma resenha completa, mostrando todos os detalhes, tamanho, preço… e é por isso que eu tenho um ótimo retorno, não faço nada de forma superficial! E é importante trazer isso pro seu negócio, também. Pessoas se conectam com pessoas, essa humanização é essencial atualmente. Um digital influencer com credibilidade e público fiel (aqui não tem nada a ver com números!), ao divulgar seu negócio, está falando com pessoas que confiam nele e querem ouvir o que ele tem a dizer. Ele funciona como uma ponte entre sua marca e seus clientes.

Para a estratégia dar certo, é fundamental entender bem o público do influenciador para ver se tem match com seu perfil de clientes. Por exemplo: sei que meus seguidores do Rolês AMAM dicas BBB e se importam muito com custo-benefício. Eles também amam coisas diferentonas, como por exemplo uma esfiha gigante ou uma pizza de rosas (dois conteúdos que bombaram no meu perfil). Se a empresa seguir algum desses caminhos, vai ser sucesso no Rolês.

Credibilidade: desvalorização x responsabilidade

Se você não tem credibilidade, dificilmente consegue se manter nesse meio como influenciador. Vender sua própria opinião para garantir o dinheiro da publicidade não passa batido pelos seguidores! Eu sempre busco conhecer ao máximo a empresa, envio até um formulário com algumas perguntas pra entender tudo.

Também analiso se combina com meu público. Caso não, não tenho como fechar uma parceria. Valorizo muito meu relacionamento com meus seguidores e quero que eles se identifiquem comigo e acreditem no que estou indicando. Transparência e autenticidade são a base de tudo para minha criação de conteúdo.

Sobre as empresas que banalizam nosso trabalho, realmente é frustrante. Já recebi todo tipo de proposta: até pra eu não receber NEM o produto, usar fotos prontas da empresa mesmo e falar que amei e indico. Sem condições. Hoje aprendi a me posicionar. Não me importo em perder trabalhos e parcerias que não tem nada a ver com o que eu acredito ou me veem como divulgação gratuita.

Adaptação na pandemia | Conheça o blog Rolês Curitiba

Rolês Curitiba por Natalia Bianchini
@rolescuritiba por Natalia Bianchini

Antes meu conteúdo era sobre rolês pela cidade. Mesmo com foco mais gastronômico, tinha dicas de tudo: onde encontrar produto X, entretenimento, serviços… Hoje adaptei meu conteúdo para experiências em casa, como delivery e receitas. Ainda estou pensando em novas linhas editoriais para inovar, mas meus seguidores estão dando um feedback super positivo. Mesmo quando as coisas abriram, recusei visitas em estabelecimentos. Penso que tenho que ter muita responsabilidade nas coisas que falo, jamais conseguiria estimular alguém a sair de casa agora.

O Rolês Curitiba está no Instagram e no Facebook, mas o foco é total no Instagram. Logo logo vou trazer novos formatos de conteúdo, como IGTV! Tenho um foco gastronômico bem forte, sempre recomendando o que REALMENTE acredito. Lá você vai encontrar resenhas completas de estabelecimentos curitibanos, seja pra pedir no delivery ou pra salvar como dica de rolê depois que tudo isso passar.

No Stories abordo vários assuntos do dia a dia e dou dicas beeem variadas, até de Netflix haha. Esses dias abri uma caixinha de perguntas pedindo dicas de pães artesanais e BOMBOU! Foi uma troca de experiências incrível. Pra mim, essa é a melhor parte de produzir conteúdo de internet. Faço questão de responder todo mundo e ajudar sempre que posso.

De criador de conteúdo para criador de conteúdo

Existem muitas pessoas produzindo conteúdo na internet, então é essencial você de destacar. Mas como? SENDO VOCÊ! Muita gente pode estar falando da mesma coisa, mas não com a sua personalidade e com sua visão. Se mostre pro seu público, transmita sentimentos e gere identificação. Isso vai fazer toda diferença. Não queira ser ninguém diferente e nem faça cópias.

Outras dicas mais práticas, mas essenciais: defina seu nicho e entenda tudo sobre sua persona. Sempre se atualize e, ao invés de buscar fazer o que todo mundo está fazendo, fuja do óbvio. Eu amo buscar referências fora do Instagram pra produzir coisas diferentes.

Hey, Habib! Agora que você conheceu a história do blog Rolês Curitiba, que tal aproveitar para conhecer um outro blog chamado Onde ir Curitiba? CLIQUE AQUI para conferir!

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories

Leia Mais
Miss Plus Size Aratuba 2019 – Nayana Rocha