Conheça Suelen Tairine – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020
Conheça Suelen Tairine – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Conheça Suelen Tairine – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Hey, Habib! Conheça Suelen Tairine, uma das candidatas ao título de A Mais Bela Gordinha Virtual 2020. O concurso conhecido por eleger a mais bela gordinha do Brasil, criado pela modelo plus size e produtora, Cláudia Ferreira, lançou a sua primeira versão virtual, adequando-se à situação de pandemia que estamos vivendo. As inscrições foram abertas em maio e já contam com mais de 20 candidatas, de diferentes estados do Brasil.

A final será dia 11 de Julho e a comissão julgadora são técnicos que avaliarão, por vídeo, as candidatas finalistas entre os dias 01 a 10 de julho. Na final, teremos duas categorias, sendo uma “A mais bela gordinha virtual”, tradicional e sênior, e “A mais bela gordinha fotogenia”. As vencedoras receberão faixa e coroa, em suas residências, além de premiações de parceiros do concurso. Conheça a candidata Suelen Tairine!

Sobre a candidata Suelen Tairine

Conheça Suelen Tairine – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020
Conheça Suelen Tairine – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Meu nome é Suelen Tairine de Melo Alves, tenho 29 anos, moro numa cidade chamada Aquidauana no Estado do Mato Grosso do Sul, no qual eu estou representando na categoria tradicional. Sou formada em duas graduações, Turismo e Administração, ambas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Apesar da minha formação, estou indo atrás do meu sonho. Hoje sou aprendiz de cabeleireira e estou a menos de um mês da formatura. Por muito tempo vivi uma guerra com meu corpo. Acreditava que, para ser bonita, eu precisava ser magra.

Até entender que a minha beleza não está no manequim que eu visto e sim na forma como me sinto. Infelizmente nossa sociedade é extremamente preconceituosa e, sem sobra de dúvida, a gordofobia é uma delas. Essa cultura está enraizada em nossas vidas, independente da classe social a qual ocupamos. Somos ensinados, desde pequenos que, se comermos muitos alimentos ruins, estamos fazendo “gordices”. Aprendemos que se tivermos uma alimentação desregrada no fim de semana, por exemplo em um domingo, este dia se torna o dia do lixo.

Se comermos muito vamos ficar GORDOS igual a fulano, como se isso fosse uma doença crônica. Uma solução seria começar por nós mesmo, sabendo combater com sabedoria a gordofobia diária. Inclusive, sabendo impor que somos bem mais que um corpo com curvas, a fim de mostrar pra sociedade que somos seres humanos normais como qualquer outro. Sem barracos, sem baixaria, saber debater com elegância e colocar pessoas gordofóbicas nos seus devidos lugares.

Uma luta que começa consigo mesma

Em 2019, fui diagnóstica com depressão e ansiedade. Encerrei meu tratamento em janeiro deste ano mas, todos os dias, tenho que me policiar sobre isso. Eu sei que está tudo bem e que o processo de cura leva tempo; não é de um dia para o outro. No começo, sentia uma vergonha de me expor, de me mostrar “doente”, mas eu entendi que existem muitas pessoas assim e que, se eu me calar, não poderei ajudar ninguém.

Quando eu era pequena, sempre fui muito repreendida por estar acima do peso e isso também gerou, dentro de mim, um transtorno alimentar no qual eu comia escondido.Eu cometia este ato até tempos atrás e só tive consciência disto, quando comecei a fazer a terapia. Foi neste processo de terapia e cura que eu aprendi a me amar, me valorizar e cuidar de mim. Hoje, se alguém me repreende pelo que estou comendo ou bebendo e, até mesmo, se quero usar uma roupa mais curta, ou um cropped, bato de frente.

Não estou falando no sentido de luta, mas sim de impor minha opinião. Eu posso sim, quanto mulher, usar uma saia jeans curta, que não estou querendo provocar ninguém. Até mesmo, usar um biquíni na praia, mesmo sendo gorda. Quando alguém quiser te diminuir, fazer piadinha com você ou de você, seja forte, seja empoderada e se imponha. Saiba que é uma mulher maravilhosa e nenhuma opinião vale mais que a sua.

Autocuidado, projetos e representatividade

Sou apaixonada por comida, tenho paixão em degustar um bom prato. Durante a quarentena tem sido mais difícil manter um equilíbrio. Porém, eu tento evitar os doces, refrigerante e beliscadas durante a semana. Faço caminhada e massagem modeladora. Quando iniciei este ano, fui convidada para participar de um projeto de um amiga.

Ela é Plus e fotógrafa, tem esse olhar clínico para a mulher GRANDE. Porém, nosso projeto tem como intuito levantar a autoestima para todas as mulheres, independente dela ser magra ou gorda, ser alta ou baixa. A bandeira de que a mulher pode ser linda, independente do tamanho do manequim que ela usa. Aliás, que pode usar qualquer roupa e ser quem ela quiser.

Se eu ganhar, quero que eu consiga trazer destaque para esse projeto e também engrenar outro, que é uma loja plus na minha cidade. Visto que, na minha cidade, raramente encontramos roupas que nos sirva, pois sempre são roupas de tamanho padrão para a sociedade. Meu recado para quem está nos acompanhando é que elas são lindas, maravilhosas e que precisam se amar sempre e se aceitar.

Hey, Habib! A Revista Oka apoia ações de empoderamento e representatividade feminina. Por isso, estamos disseminando esse concurso por mais um ano. Agora que você conheceu a candidata Suelen Tairine, que está concorrendo ao título de A mais bela gordinha virtual 2020, aproveite para ler sobre moda para mulheres plus size, CLICANDO AQUI!

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories

Leia Mais
Conheça Karla Samyra – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020
Conheça Karla Samyra – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020