fbpx
Conheça Thais Amorim – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020
Conheça Thais Amorim – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Conheça Thais Amorim – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Hey, Habib! Conheça Thais Amorim, uma das candidatas ao título de A Mais Bela Gordinha Virtual 2020. O concurso conhecido por eleger a mais bela gordinha do Brasil, criado pela modelo plus size e produtora, Cláudia Ferreira, lançou a sua primeira versão virtual, adequando-se à situação de pandemia que estamos vivendo. As inscrições foram abertas em maio e já contam com mais de 20 candidatas, de diferentes estados do Brasil.

A final será dia 11 de Julho e a comissão julgadora são técnicos que avaliarão, por vídeo, as candidatas finalistas entre os dias 01 a 10 de julho. Na final, teremos duas categorias, sendo uma “A mais bela gordinha virtual”, tradicional e sênior, e “A mais bela gordinha fotogenia”. As vencedoras receberão faixa e coroa, em suas residências, além de premiações de parceiros do concurso. Conheça a candidata Thais Amorim!

Sobre a candidata Thais Amorim

Conheça Thais Amorim – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020
Conheça Thais Amorim – candidata ao título a mais bela gordinha virtual 2020

Olá! Meu nome é Thais Amorim de Lima Pinheiro, tenho 28 anos, sou do Ceará, da região do Cariri e estou participando do concurso a mais bela gordinha do Brasil na categoria tradicional. Sou graduada em Gestão de Recursos humanos, atualmente sou gestora da previdência de Nova Olinda e empresária. Trabalho como modelo plus size há 3 anos e já participei de outros concursos plus size.

Um deles como modelo em 2018, o Plus Model Brasil da Aline zatta, onde fui representando o estado do Ceará e, recentemente, fui Miss Plus Size Cariri, onde fiquei entre as top 10 do Miss plus size Ceará ,idealizado por Jaqueline Queiroz. Hoje posso dizer que sou uma pessoa muito bem resolvida com o meu corpo e minhas medidas. Aprendi a amar cada parte de mim. Perdi muito tempo me odiando. Hoje tudo é diferente e eu sei que não sou perfeita mas sou extremamente feliz com a mulher que me tornei, autêntica, confiante e muito bem resolvida.

Gordofobia: um preconceito a ser combatido inicialmente dentro de casa

A verdadeira problemática da gordofobia está em nós mesmos. À medida que a gente se veste de amor próprio, não será o preconceito das pessoas que fará a gente se sentir inferior ou pior. O preconceito e a gordofobia sempre irá existir. A solução para convivermos com esse tipo de preconceito é trabalhar o nosso interior, a nossa alma e o nosso espirito. Ambos, estando fortalecidos, nada nos abalará. À medida que nos aceitamos, e transbordamos amor próprio, constrangemos qualquer pessoa que acha que, para ser bonita, temos que ser magra. O segredo é ser feliz e não perfeita.

Já sofri muitos preconceitos. Ele começa dentro de casa. Eu já tentei várias formas diferentes de emagrecimento. Algumas delas, tive resultados, outras nem tanto. Logo em seguida volta tudo de novo. Já fiz dietas bem loucas que nunca surtiram efeito e eu coloquei a minha saúde em risco. Foi quando eu percebi que estava fazendo aquilo, não para mim e sim, para seguir os padrões da sociedade que associam beleza a magreza.

Já deixei de ir para lugares, sair com os amigos e familiares por não me sentir bem e segura. Eu imaginava que todos estavam olhando para mim e zoando meu corpo. Se tem muitas pessoas que já passaram por isso ou ainda passam, a forma de conscientização é nunca baixaram a cabeça. Seja sempre autêntica, decidida e nunca deixe ninguém lhe rotular. A melhor forma é mostrando, para essas pessoas, que somos felizes, independente da nossa forma física. Quem te ama, te aceita do seu jeito.

Autocuidado: um amor consigo mesma

Cuidar da nossa saúde, mental e física, faz parte do amor próprio. Não faço apologia a obesidade. Eu procuro sempre me manter em equilíbrio emocional para não ter compulsões alimentares. Como tenho uma rotina muito agitada e meu tempo é muito curto, como de tudo, mas nem sempre. Procuro fazer exercícios em casa, com aplicativos de treinos funcionais, gosto de pedalar (apesar de não reconciliar o tempo) e sempre procuro me alimentar de coisas boas.

Além disso, gosto de estar perto de pessoas positivas, ouvir uma boa música e procuro estar sempre conectada com Deus. Ele é meu refúgio. Meu biotipo sempre foi gordinha. Faço exames periódicos para acompanhar todas as minhas taxas e sempre deu certo. Eu provo para muitas pessoas que ser gordo nem sempre é sinônimo de doença, assim como ser magro não é sinônimo de saúde.

Empoderamento feminino e mensagem de apoio

Ganhando esse concurso, eu irei enaltecer o empoderamento feminino, mostrando para todas as mulheres que não precisamos ser perfeitas para sermos felizes. Vou lutar pela igualdade, mostrando que a união faz a força com sororidade, contribuindo positivamente para a vida de cada uma dessas mulheres que sofrem preconceito e são oprimidas pela sociedade. Por todas elas, eu usarei a representatividade de uma mulher autêntica que nunca desiste dos seus sonhos.

O recado que deixo para todas essas mulheres é: ” Não desista dos seus sonhos, não permita que a sociedade dite o padrão que você deve seguir. Rótulos foram feitos para produtos e não para pessoas. Seja feliz, não perfeita. Transborde de amo e vista-se de amor-próprio.”

Hey, Habib! A Revista Oka apoia ações de empoderamento e representatividade feminina. Por isso, estamos disseminando esse concurso por mais um ano. Agora que você conheceu a candidata Thais Amorim, que está concorrendo ao título de A mais bela gordinha virtual 2020, aproveite para ler sobre moda para mulheres plus size, CLICANDO AQUI!

Comentários

Leia Mais
Boca a Boca, programa da influenciadora Bianca Andrade, estreia ao vivo no youtube
Boca a Boca, programa da influenciadora Bianca Andrade, estreia ao vivo no youtube